Porque estudar Teologia?

Em termos técnicos, teologia é definida simplesmente como o estudo sobre Deus. A maioria de nós considera teologia a mesma coisa que estudar a Palavra de Deus no contexto de um curso teológico. Estudar teologia é uma necessidade absoluta pelos seguintes motivos:


1. É uma obrigação bíblica.


Há muitos mandamentos nas Escrituras Sagradas exigindo que o povo de Deus estude e guarde a doutrina bíblica-teológica (Fp. 1.9; 1 Tm. 4.6,15; 2 Tm. 1.13; 3.14-15).


Estudar teologia não somente aprofunda nosso conhecimento bíblico mas também produz um coração puro, boa consciência e fé não fingida (1 Tm 1.5). Ela é a ferramenta inspirada de Deus em nosso preparo para fazer toda boa obra (2 Tm 3.16,17). É através dela que somos aprovados por Deus como obreiros que manejam bem a palavra da verdade (2 Tm. 2.15).


Também há muitos mandamentos na Bíblia exigindo que ensinemos a Palavra de Deus de forma teológica (1 Tm 4.11,13; 5.17; 2 Tm 2.2,24,25). É um dom ministerial que Jesus deu à Sua Igreja para edificar e fortalecê-la (Ef 4.11-16). No "Ide" de Jesus, em Mateus 28.19-20, Ele enfatizou o ensino duas vezes e colocou o ensino ao lado do evangelismo. Um precisa do outro; um em conseqüência do outro. Conforme 1 Tm 3.2, o obreiro tem que ser apto para ensinar.

2. É o padrão bíblico.


2º Reis 4 mostra que Eliseu dava aulas para os filhos dos profetas e operou milagres como forma de ensinar-lhes.


O apóstolo Paulo foi um dos maiores teólogos, missionários e pregadores do Cristianismo, além de ser autor de 13 dos 27 livros do Novo Testamento. Ele teve seu início como menino estudando na sinagoga com seus colegas. Naquela época, um menino tinha que decorar o Torá, o livro sagrado dos judeus, do qual surgiu o Antigo Testamento, até ele chegar a ser adolescente.


Paulo disse que chegou a ser hebreu dos hebreus e, segundo a lei, foi fariseu. Ele estudou tudo que foi possível estudar de teologia judaica, que serve de base para a teologia cristã. Quando converteu-se, ele usou aquele conhecimento profundo para ensinar e escrever a Palavra de Deus (At 20.27). Ele disse ser doutor dos gentios (1 Tm 2.7). Então, podemos ver que a Bíblia apoia o ensino teológico.

3. É a visão atual.


O movimento pentecostal no mundo de hoje, do qual surgiu a Assembleia de Deus no Brasil e em outros países, teve seu início há 100 anos em um instituto bíblico chamado Betel, na cidade norte-americana de Topeka. Charles Parham, o diretor e professor daquele instituto, desafiou seus alunos a buscarem o batismo com o Espírito Santo e falar em línguas estranhas para provar se a experiência era verdadeira. Durante uma vigília na passagem do ano, o Espírito foi derramado sobre os alunos de forma semelhante à de Atos 2. O avivamento espalhou-se pelo país e o mundo. Logo depois, Daniel Berg e Gunnar Vingren foram cheios do Espírito Santo nos Estados Unidos e receberam sua chamada missionária para o Brasil, onde fundaram as Assembleias de Deus.


Hoje, a Assembléia de Deus é a maior igreja pentecostal no mundo, com 35 milhões de membros e congregados e 1.777 escolas teológicas com 86.000 alunos onde o Espírito Santo continua operando e ensinando. Houve uma época quando as Assembléias de Deus no Brasil não considerava o ensino teológico uma prioridade. Essa postura mudou e hoje temos uma proliferação de cursos teológicos, porque:


a. Nosso crescimento enorme necessitou o treinamento organizado e compreensivo de obreiros que os cursos teológicos oferecem. Nosso movimento não precisava de escolas teológicas quando era pequeno.


b. Nosso povo de hoje estuda mais, fazendo cursos de ensino médio e universitário mais do que no passado. Reconhecem que um diploma pode conseguir um emprego melhor para eles. Os crentes querem estudar para melhorar seu conhecimento bíblico. Portanto, o obreiro tem que ter um conhecimento bíblico profundo. O povo quer ouvir pregação e ensino de alto nível como de um homem que fez um curso teológico de qualidade. Senão, eles vão procurar outra igreja.


c. Nossa defesa contra a onda de heresias e doutrinas falsas e o ensino da Palavra de Deus (1 Tm 4.1-5).


d. Nós reconhecemos que só a unção não é suficiente para proclamar a Palavra de Deus mas, que o estudo da Palavra é necessário também. Unção sem a Palavra é barulho e a Palavra sem unção não tem vida. Os dois são companheiros no cumprimento da obra de Deus. Em Atos 6.10, vemos em Estêvão o exemplo do equilíbrio que deve existir entre a unção e o conhecimento teológico da Palavra de Deus na vida do obreiro.

Por que estudar teologia? Esdras 7.10 diz: "Porque Esdras tinha preparado o seu coração para buscar a Lei do Senhor, e para a cumprir, e para ensinar em Israel os seu estatutos e os seus direitos."


2 Tm 2.15 acrescenta: "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade."

Para agradar a Deus, a Seu povo e a si mesmo, o obreiro ou leigo precisa adquirir um preparo completo que inclui estudar teologia. Por isto, o IBP sempre se esforçará em cumprir seu propósito: "Edificar a igreja através da Palavra de Deus."



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Tindiba - SEDE

Estrada do Tindiba, 878

Pechicha, RJ

(21) 98298-3291 - WhatsApp

Recreio

Rua Desembargador Paulo Alonso, 363

Recreio dos Bandeirantes, RJ

 

(21) 98298-3291 - WhatsApp

SIGA NOSSO INSTAGRAM

IBP - Instituto Bíblico Pentecostal

© 2017 - 2020. All directs reserved.